MISSA

e113d-santa-missa-hostia

Me admira muito essas pessoas que acordam aos domingos, as cinco da manhã pra ir a missa. Missa não é pra mim. Eu começo a prestar atenção no padre e quando me dou conta estou concentrado em uma rachadura na parede. Tenho certeza de que muita gente é assim. Se eu fosse o padre começaria a inventar umas histórias da bíblia só pra ver se as pessoas estão prestando atenção.

Eu não consigo acompanhar a missa. Nunca sei quando é a hora certa de fazer as coisas. Começa uma musica, ta todo mundo cantando e eu ainda to perdidão, procurando a letra no meio das folhas. Isso quando uma senhora de noventa anos não aponta pra sua folha e fala: “ta aqui”. Aí você já imagina ela pensando: “Oh, moleque imbecil, ta aqui essa merda”.

Eu nunca sei quando tem que levantar e quando tem que sentar. Nessas horas a gente vai copiando a maioria. Fica aquele senta, levanta, senta, levanta, parece que o padre ta brincando de “morto / vivo” no meio da missa.

Tem também aquela parte de abraçar as pessoas e desejar “paz de cristo”. Essa parte é legal mas eu confesso que as vezes eu não falava nada ou respondia de forma escrota, por não saber o que dizer.

– Paz de Cristo, meu filho.
– Valeu!

Não era por rebeldia ou maldade, é que nessa hora eu sempre era pego de surpresa. Eu poderia muito bem ter respondido qualquer outra coisa, tipo:

– Paz de Cristo, meu filho.
– Guaraná!

E geralmente eu só abraçava duas pessoas, a do meu lado direito e a do meu lado esquerdo. Quem nunca olhou para o lado e pensou: “Pô, aquelas pessoas ali estão muito longe”. E quem também nunca olhou lá para o fundo da igreja e pensou: “Pô, aquela ali vale a pena”, e saiu pulando as cadeiras até chegar na moça pra dar um abraço. A gente ta na igreja mas a gente é ser humano.

Por falar em desejar pessoas na igreja, imagina a quantidade de mulheres que vão na missa só pra xavecar o Padre Fabio de Melo.

– Nossa, acordou cedo. Vai onde?
– Vou na Missa do Padre Fabio.
– Mas você é ateia.
– To nem ai. To solteira.

Alias, se tem um padre que eu gosto é o Padre Fabio de Melo. Ele é tipo um padre da galera, moderno e acima de tudo, é da zueira. Quem o segue no twitter sabe que ele poderia muito bem dividir o culto em duas partes. Meia hora de missa, meia hora de stand up comedy.

Sempre tem uma galera que acha que ir a missa é a solução de tudo.

“Desviei dinheiro da merenda escolar, vou ter que ir na missa amanhã”.

A pessoa vai na missa, decora um monte de frases de efeito pra usar no dia a dia. Sai da missa, vê uma senhora tropeçando e caindo, se mata de rir e esquece todas as frases.

Tem também a parte de “comer” a hóstia. A hóstia não tem gosto nenhum. É tipo um papelão. Podiam deixar a gente por um catchup, pelo menos.

Quando era criança perguntei ao padre:

– O que acontece se eu não comer a hóstia?

Ele me respondeu ironicamente:

– Você vai ficar com fome.

Uma vez comi uma hóstia, mas o gosto estava muito estranho. O que me fez pensar que se a hóstia é o “corpo de cristo”, naquela vez eu com certeza comi o sovaco.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s