FAXINA

6_louro_header_06-12

Eu achava um absurdo pagarem R$ 100 ou R$ 150 reais a diária de uma faxineira até começar a morar sozinho e ter que fazer a própria faxina. Meu Deus, como eu odeio fazer faxina. Varrer, passar pano, tirar o pó, limpar as janelas, lavar a louça, passar aspirador, tirar o lixo e outras coisas chatas. Da a impressão que três horas de faxina equivalem a cinco horas intensas de academia. Um dia de faxina tinha que te dar o direito de ficar dois dias sem trabalhar.

Tem gente que gosta de brócolis, mas será que tem gente que gosta de fazer faxina? Tipo a pessoa fica contando os dias pra limpar a casa.

– Vai no churrasco do Armando, hoje?
– Não vou, estou doente.

Mas a pessoa na verdade está pensando: “doente nada, eu vou é fazer faxina”.

No começo eu não manjava nada de faxina. A primeira vez que fui ao supermercado comprar produtos de limpeza foi um desastre. Era um mundo completamente novo pra mim.

– Moça, isso serve pra varrer a casa?
– Não, isso é um desentupidor de pia.

– Moça, esse produto aqui serve pra limpar o chão?
– Não moço, isso é um Gatorade.

Tem gente que manja de faxina, como por exemplo, as mães. Eu passo três horas limpando a casa e termino achando que está tudo perfeito. Minha mãe vem me visitar e em cinco minutos eu já ouvi uma sequencia de “ta sujo aqui”, “ali também”, “você esqueceu de limpar lá”. Olhos de lince para a limpeza.

Eu não sei se acontece na casa de vocês mas toda vez que eu limpo a casa, três dias depois parece que eu fui assaltado. As roupas simplesmente pulam em cima da cama e os papeis se acumulam em cima da mesa. A poeira parece que fica ali, de boa,  esperando você terminar de limpar pra poder invadir de novo.

Geralmente eu faço aquela faxina geral, de quinze em quinze dias, ou em casos de visita em casa, pra evitar certos tipos de diálogos.

– Pode sentar, fica a vontade.
– Mas cadê o sofá?
– Ta aí na sua frente, debaixo dessas caixas.

Ou.

– Se quiser dormir tem um quarto ali.
– É o quarto onde tem um mendigo dormindo nele?

E a louça? O ruim de morar sozinho é que todo dia é o meu dia de lavar a louça. Quando eu lavo a louça tenho que lavar dezoito vezes a mão pra poder tirar o cheiro. Acho que todos irão concordar que a pior parte de lavar a louça é quando você encosta num resto de comida molhada. Que nojo.

A louça é uma parada que se multiplica sozinha sem você perceber. Você sai pra jantar fora e quando volta tem doze pratos e quinze copos sujos.

Quando começamos a fazer faxina, a gente percebe que a vida não é um comercial de produtos de limpeza, onde as pessoas limpam a casa felizes e sorridentes.

– Poxa filho, fez cocô no chão de novo. Que legal, vou usar o novo Veja multiuso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s