PARABÉNS PRA VOCÊ

Cantando-parabéns

Quando você adulto, a parte mais chata de uma festa de aniversário é a hora de cantar o parabéns, tanto para o aniversariante quanto para os convidados. Reparem que só te chamam pra cantar o parabéns quando você esta fazendo algo legal, tipo, indo pegar uma bebida ou xavecando alguém. Aí você tem que parar o que esta fazendo pra ir lá fazer número.

– Vamos cantar parabéns?
– Agora? To tentando desarmar essa bomba.
– Depois você faz isso. Primeiro o parabéns.

Para o aniversariante o parabéns é muito constrangedor. Você fica ali, atrás de um bolo, com todo mundo te olhando. Você não sabe se bate palma, se canta, se fica parado, se poe a mão no bolso ou se entra debaixo da mesa.

Por falar em bolo, uma pequena pausa no tema “parabéns” para um comentário sobre isso. Alguém pode me dizer o que aconteceu com o bom e velho bolo de chocolate? Por que as pessoas inventam outro tipo de bolo? A pessoa fica responsável em fazer o bolo mas nem pergunta pro aniversariante se ele tem alguma preferência.

– Ta gostoso o bolo de maracujá com cenoura? Fui eu que fiz.
– Nossa, ta ótimo, o cesto de lixo adorou.

Você vai dar o primeiro pedaço e as pessoas começam a se afastar de você.

Voltando…

Todo aniversário tem alguém responsável por puxar o parabéns, mas nem sempre é uma tarefa fácil.

– Paarabee…
– Peraí. Alguém apaga a luz.
– Agora vai.
– Paa…
– Espera!! Tem que acender a vela.
– Aee, pronto.
– Paara..
– Calma, a tia Carmem ta no banheiro.

A primeira parte do “Parabéns pra você” é tranquila.

“Parabéns pra você, nesta data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida”.

Até ai tranquilo, simples, sucinto e passou o recado. Deveria parar por ai, mas não. Aí vem aquela segunda parte que ninguém sabe o que significa.

“É pique, é pique, é hora, é hora, é hora, rá-tim-bum…”

Que porra é essa? Pique? Hora? Hora do que? Rá-tim-bum? Castelo Rá, tim, bum?

O melhor é que depois dessa parte vem o nome do aniversariante. Só que na festa tem a família, os amigos de infância, da faculdade e do trabalho, e cada um te chama de uma jeito. A família chama pelo nome mas as outras pessoas já tem uma imaginação melhor e soltam os apelidos.

“… Rá-tim-bum, Gustavo, Carniça, Inadimplente, Coceira”.

E tem os que não falam nada porque foram de bico e não sabem o nome do aniversariante.

Se você quiser saber quem é a pessoa mais chata da festa, aguarde a temida hora do “com quem será?”. Geralmente a pessoa mais chata é quem puxa essa parte. Percebam também que o “com quem será?” só acontece em aniversário de pobre.

E quando a pessoa está ficando com varias outras ao mesmo tempo e todas estão presente na festa? Tipo, o cara está pegando uma menina do bairro, outra da faculdade e outra do trabalho.

“Com quem será? Com quem será? Com quem será que o Gustavo (carniça, inadimplente, coceira) vai casar? (nessa hora o aniversariante já está suando frio) Vai depender, vai depender, se a Camila, Vanessa, Silva vai querer”.

(climão e fim de festa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s