MASTERCHEF JUNIOR

mccapa

Se já não bastasse a gente ser humilhado por adultos preparando pratos exóticos e saborosos, a Band agora vem com o MasterChef Junior, mostrando que a gente também pode ser humilhado por crianças. No MasterChef Junior tem criança que nasceu em 2006. Em 2006 a gente já tinha perfil no orkut, como é que eles podem cozinhar melhor?

O problema do MasterChef é que ele é um programa muito longo. No MasterChef Junior a criança entra com 9 anos e disputa a final no ultimo ano de faculdade.

No ultimo programa uma criança de 11 anos preparou um puta prato bonito, quando me dei conta de que estava comendo um misto quente. Tem criança ali que só pode ser anã, não é possível saber fazer uns pratos daqueles. Eu quando tinha 10 anos sujava a camiseta comendo cachorro quente.

Alguém da produção poderia avisar a Ana Paula Padrão que os participantes são crianças e não, retardados. E que ela pode falar normalmente com elas. Ela manda uns…

“Oiiiiii, tuuudo beeem?”
“Poooooxa, o que foooi, por que você está chorando?”
“Noooossa, parabéééns, que prato lindo que você preparou”.

Mesmo sendo um programa com crianças, eu gosto de ver choradeira. É tanta lágrima que eu fico surpreso de ninguém ainda ter servido uma sopa. Teve uma menina que chorou tanto na hora de fazer uma empanada que o salgado veio boiando no prato.

mc3

– Como chama seu prato, querida?
– Empalágrimas.

Os chefs sempre vem com essa de perguntar sobre o prato. Estou aguardando ansiosamente uma criança dizer:

– Me fale mais sobre o seu prato.
– Ele é branco, de porcelana, fundo, divorciado, dois filhos.

Se fosse no MasterChef Junior americano, tenho certeza que a criança eliminada iria ficar revoltada e metralhar todos os coleguinhas da escola.

No primeiro programa, os pais assistiram os filhos de dentro do estúdio. Parecia quando a criança ia jogar futebol e o pai ficava cornetando do alambrado.

“Toca, toca”.
“Chuta!”
“Volta, volta”

Só que era tipo:

“Poe sal”.
“Vai queimar”.
“Tempero, bota tempero”.

Fiquei imaginando algum moleque puto da vida gritando:

– Cala a boca, pai. Você chega bêbado em casa todos os dias, bate na mamãe e ninguém fala nada.

(climão no estúdio)

Agora imagina aquele pai competitivo que não sabe perder.

– O que você achou da eliminação do seu filho?
– Meu filho? Você só pode estar brincando. Esse moleque é adotado. Filho meu não faz essa merda de prato.

E sempre tem os memes…

mc5
Quando vem vindo um conhecido na rua.

mc4
Quando o menino chega de pochete na festa.

mc7
Quando você vai aumentar a foto da pessoa e da um “curtir” nela, sem querer.

mc6c
– Quer uma empada?
– Não, obrigado.
– Come, vai.
– Não quero.
– Por favor, come ai.
– Ta bom.
– Hahahahaha, tinha caído no chão.

mc2
“Eu não preciso desse programinha, meu marido tem dois empregos”.
(entendedores, entenderão)

Teve uma receita que o moleque pegou 3 duzias de ovos pra preparar um prato. É muito ovo, nem o Mr. Catra usa tanto ovo pra cozinhar para os filhos. Tenho certeza que ele ia usar 4 ovos na receita e o resto ia usar pra jogar na porta de algumas casas.

Teve outro moleque que disse que queria ser cozinheiro ou presidente da república. Bom, se algum dia ele sem querer, cortar o dedinho com uma faca, já é meio caminho andando.

Teve uma menina que preparou Nhoque frito de batata ao molho rústico. Meu deus do céu, eu não sei nem o que significa “rústico”.

Agora imagina os pais depois que a criança ganha o MasterChef Junior.

– Mãe, o almoço ta pronto?
– Ta com pressa? Vem cá fazer, você não é a fodona?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s