TRÂNSITO

RADIAL SAO PAULO 04/12/2006 18:45HS TRANSITO CIDADES OE - Transito lento em varias regioes da cidade / Na foto transito na Radial Leste, sentido centro, na região do Brás - FOTO:ALEX SILVA/AE

Quem mora em São Paulo sabe que durante a semana é humanamente impossível de se marcar dois compromissos no mesmo dia em locais distantes, a não ser que você chegue atrasado a um deles. O trânsito de São Paulo já se tornou um evento turístico, daqueles que você precisa participar, como alguns monumentos em outros países, que você precisa ver. Por exemplo:

Você foi pra Paris?
– Fui.
– Conheceu a Torre Eiffel?
– Não, não deu tempo.
– Então você não conheceu Paris.

Já em São Paulo…

– Você foi pra São Paulo?
– Fui.
– Pegou trânsito?
– Não, estava tranquilo.
– Então você não conheceu São Paulo.

Tem gente que acha que a buzina resolve todo o problema do trânsito.

– Nossa, desabou uma ponte no meio da avenida.
– Buzina ai pra ver se ela sai.

Eu acredito que 20% do motivo do trânsito seja realmente por causa de algum acidente, onde eles têm que interditar uma das faixas. Os outros 80% são por causa dos curiosos que praticamente param pra ver o que aconteceu.

“Será que o motoboy ta morto?”

“Pô, se eu for bem devagar talvez de pra aparecer no Datena”.

Algumas situações desesperadoras no trânsito:

Quando você está parado próximo a algum semáforo e o trânsito não te permite andar nem quando fica verde. Aí você fica curtindo as cores, vermelho, verde, amarelo, vermelho, verde, amarelo, vermelho, verde, amarelo… e vai indo. Acho que todo mundo já teve aquela vontade de “Foda-se, vou deixar o carro aqui e vou a pé”.

Quando você já ouviu toda a discografia que tem no seu carro e ainda não conseguiu chegar no seu destino. Da vontade de abrir a janela e pedir um cd emprestado para o motorista do carro ao lado, nem que seja um cd do Belo.

Quando você não consegue mudar de faixa porque a carreata dos motoboys está passando há 20 minutos sem parar. Fica naquele “Agora vai”, “Não deu”, “Agora dá”, “Não deu”, “Agora vai”, mas acaba não indo e logo em seguida pensa, “Dava pra ter ido”.

Quando você sente inveja do mendigo que está passando por você. Uma das vantagens de ser mendigo é que além de não pegar trânsito, você sempre está em casa. “Vou dormir aqui hoje, dane-se”.

Outro desespero é quando você não aguenta mais olhar para o carro da frente. Você já decorou a placa, já viu que está todo riscado e também já está puto da vida por causa do maldito adesivo da família feliz.

Falando em adesivo, o que eu mais odeio na vida é o do “Cuidado, criança a bordo”. Será que o dono do carro pensa que as pessoas vão deixar de bater no carro dele por causa do adesivo? Que ser humano é esse que sai por aí batendo no carro dos outros?

“Pô, estou a fim de bater em algum carro. Vou bater naquele ali”.

“Droga, tem criança. Vou bater naquele outro que não tem adesivo”.

Anúncios

Um comentário sobre “TRÂNSITO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s