PELAS CALÇADAS DA CIDADE

calçada famosa_turelly copy

Sempre que a gente anda pela calçada acaba passando por algumas situações engraçadas e na maioria das vezes constrangedoras. Pensei em alguma dessas enquanto fazia uma caminhada.

Eu moro em São Paulo. Em São Paulo você não pode vacilar. Você se distrai dois segundos e tropeça num buraco, cai em cima de um mendigo, passa alguém e rouba sua carteira ou é atropelado por um ciclista, pois não percebeu que o Haddad tinha pintado uma ciclofaixa na calçada.

Por falar em tropeço. A pior coisa que pode acontecer na rua é você tropeçar. Fica todo mundo te olhando e pra não ficar chato você fingir que se abaixou apenas para amarrar o tênis.

É impressionante como em todo lugar tem gente entregando algum tipo de panfleto. “Exame de vista”, “compro ouro”, “trago a pessoa amada em dois dias”, “retire os pontos da carteira de habilitação” e etc. Eu fico puto porque esses caras nunca te dão apenas um panfleto. Eles entregam uns cinco de uma vez. Parece que eles querem terceirizar o trabalho. Tipo: “Entrega uns ai pra mim”.

Não tem jeito. Toda vez que você andar pela rua ouvindo musica, vai ter a sensação de que todas as pessoas ao seu redor estão te chamando, e sempre vai ter alguém pra te pedir informação só pra você tirar os fones do ouvido bem na hora de ouvir aquele refrão que você estava esperando.

É engraçado quando você cruza com um conhecido na rua e os dois perguntam simultaneamente, “Tudo bem?”. Mas nenhum dos dois responde e ambos saem andando sem saber se estava tudo bem ou não.

Você esta andando na calçada e vem uma pessoa em sua direção. Você sai para um lado, ela sai também. Você sai para o outro, ela sai também. Quando você percebe estão os dois agarrados dançando lambada.

E quando você esta andando numa calçada estreita e tem um poste na frente. Tem alguém vindo em sua direção e você percebe que a rua está movimentada e que entre o poste e o muro só passa uma pessoa. Aí você da aquela acelerada no passo pra poder passar antes. Continua a sua caminhada com aquela sensação de vitória.

Tem também as pessoas lentas que curtem ficar na sua frente, principalmente quando você está com pressa. Ela fica andando em zig zag e você não consegue ultrapassa-la. O pior é quando a pessoa é gorda ai fica parecendo aqueles safety car na Formula 1.

Eu tenho um ódio mortal quando estou andando e a pessoa esta fumando na minha frente. Reparem que a fumaça sempre vai na sua direção. Você sai de casa pra ir ao banco e no meio do caminho tem que dar uma passada no hospital pra tratar do câncer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s