AVENTURAS NO SUPERMERCADO

super

Uma coisa que estou aprendendo a fazer é compras no supermercado. Antigamente, na minha infância, era tudo mais fácil. Bastava sentar dentro do carrinho, empurrado pela minha mãe, e ir jogando as porcarias pra dentro. Agora não, agora tenho que comprar coisas que não quero comprar, como detergente, limpa vidro, esponjas e etc. Não é horrível quando você vai ao supermercado e tem que gastar R$ 100,00 com coisas que você não quer?

Impressionante como eu nunca sei onde estão as coisas que eu preciso. Pra mim aquela porra é um labirinto. Parece que todos os caminhos me levam ao corredor de salgadinhos, bolachas recheadas, sorvetes, chocolates e cervejas.

Eu sou um cara que precisa de uma lista de compras. Sempre que saio de casa pensando em comprar comida saudável, por falta de uma lista, não me lembro o que tinha que levar e acabo saindo de lá com um monte de porcarias (boas) gordurosas.

É impossível ir ao mercado e comprar apenas um produto.

“vou comprar uma carne”.
“pô mas a carne fica melhor com um molho”.
“ahh, mas tem que ter uma cervejinha pra acompanhar”.
“um sorvetinho de sobremesa vai bem”.
“ talvez isso não me caia bem, vou levar papel higiênico”.

Não existe carrinho bom em supermercado. É sempre um que faz barulho ou outro que puxa para um dos lados. No segundo caso, pode ser o demônio tentando te levar para o corredor de chocolates.

Uma coisa comum em supermercado é encontrar pessoas conhecidas. Aí você conversa com a pessoa durante 10 minutos, faz toda aquela cerimônia de despedida e 2 minutos depois, a encontra de novo em outro corredor, criando aquele pequeno constrangimento ou um “nossa, você por aqui”, risadinhas, risadinhas, pra quebrar o gelo.

Falando em constrangimento, quem nunca derrubou algum produto, fez o maior barulho e só quis um buraco no chão pra enfiar a cabeça de tanta vergonha?

Outra pergunta. Sou só eu que no “caixa rápido” (de 10 volumes) fica contando os produtos das pessoas, pra ver se elas estão agindo corretamente? “Olha, não me leve a mal, mas eu contei aqui e a senhora tem 11 volumes, ou deixa alguma coisa de fora ou saia da fila”.

No caixa é tenso. Tem umas mulheres que passam os produtos muito rápidos e começa aquela confusão. Você tem dificuldade em abrir os saquinhos, ela acaba de passar tudo e fica aquele monte de coisa amontoada, você não sabe se continua empacotando, se coloca o cartão na maquina, empacota mais um pouco, digita a senha, na pressa, coloca o detergente no mesmo saquinho da picanha, aí o cara atrás de você já começa a olhar com cara feia. É terrível.

Por falar em maquina de cartão, sempre que vou ao supermercado faço aquele desafio (comigo mesmo) de tentar retirar o cartão, antes da moça do caixa dizer. Quando da certo eu me sinto realizado. Missão cumprida. Venci na vida.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s