A HORA DA GRAVATA

gravata

Festa de casamento, você ta lá tranquilão, tomando um drink, revendo os amigos e celebrando a nova fase da vida do casal que ali se inicia. Mas essa tranquilidade vai embora no momento em que um dos padrinhos (geralmente o mais mala), resolve ferrar a vida dos demais convidados, pegando uma gravata pra arrecadar dinheiro para o casal. O padrinho é o cara que exatamente por ser o padrinho, gastou uma puta grana com o presente de casamento e agora quer ferrar com a vida de quem ta se divertindo na festa. Sua missão como convidado a partir de agora é fugir pelas próximas 2 horas.

Nunca a gravata escolhida é uma gravata normal, geralmente pegam aquelas gravatas gigantes, estilo Didi Mocó pra poder arrecadar mais dinheiro. Ninguém escolhe uma gravata borboleta, por exemplo.

A hora da gravata é um evento a parte, vira uma espécie de reality show do constrangimento, por que não basta dois ou três caras irem lá te pedirem uma contribuição, tem que vir junto com eles, uma equipe com 3 câmeras filmando tudo, impossibilitando a gente de dar um migué. A câmera serve para os noivos assistirem a fita e comentarem:

– Olha lá o João, paga 500 reais em prostituta e deu 2 na gravata.

A hora da gravata é a hora que o banheiro da festa fica mais lotado, do nada, todo mundo fica com vontade de mijar, e depois disso, levam cerca de 20 minutos pra lavar as mãos. Alguns enfrentam o medo e ficam por ali, andando em círculos junto com os pedintes.

Existe aquele velho truque de deixar a maior parte do dinheiro no bolso e apenas 5 reais na carteira. Quando o pessoal se aproxima, você abre a carteira e mostra que “infelizmente” você só tem 5 reais. Mas ultimamente o negócio ta tão moderno que, de repente, quase como uma mágica, um cara tira uma maquina da Cielo pra você passar o cartão. Acabou o migué, “débito ou crédito?”.

Agora existem aqueles adesivos de confirmação, como se fosse um comprovante de pagamento, você da o dinheiro e recebe um adesivo escrito “eu contribuí”, pra colar na camisa. Fico imaginando no futuro uma máfia dos adesivos, você vai escondido até o estacionamento da festa e compra um adesivo desses por 5 reais. No ultimo casamento que eu fui consegui sorrateiramente tirar o adesivo da camisa de um bêbado e colar na minha. Por falar em adesivos acho que eles deviam ter cores variadas de acordo com o tamanho da contribuição. Por exemplo:

AMARELO – Não contribuiu.
ROXO – Contribuiu pouco.
AZUL – Deu, mas é rico, poderia ter dado mais.
VERMELHO – Contribuiu bastante.
VERDE – Opa! Pode até comer a noiva.

Agora vocês devem estar pensando “que cara mais mão de vaca”. Claro que isso tudo é uma brincadeira, vocês podem me chamar para os seus casamentos, prometo que 5 reais eu garanto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s