PROFESSORES

Confident Professor at Blackboard

Semana passada rolou o dia dos professores. Não ia escrever nada sobre o assunto, mas como sou filho de professora, minha mãe perguntou, “Você não vai escrever sobre os professores?” dai falei que não, por que se fosse escrever, seria falando mal, ai ela me disse “Ah, então melhor não escrever”, ta ai… resolvi escrever.

Antes de falar mal, tenho que reconhecer, que se tem alguém com amor a profissão, além da polícia, esse alguém é o professor. Imagina você ter que aguentar um monte de moleque mimado, folgado, jogando giz na sua cabeça, conversando enquanto você tenta explicar um negócio e ainda ganhar mal por isso. Tenho certeza que se concedessem um desejo a um professor, qualquer coisa, 1 milhão de reais, um apartamento, um carro zero, sei lá, ele preferiria escolher um aluno pra dar uma bica.

Tem professor que é gente boa, na minha época de escola eu curtia a professora de artes, que dava desenho livre toda aula e a professora gorda de educação física que jogava uma bola na quadra e dizia, “aula livre”, enquanto saboreava um delicioso cheeseburger. Agora imagine a cena, 40 alunos e 1 bola. Nesse caso sim, o salário é justo, ou vocês acham que o professor de Física Quântica acha legal ganhar a mesma coisa que eles?

Tem aquele professor que você se caga de medo, aquele que fala alto, manda você vir na frente explicar a matéria quando te pega conversando, bota apelido em todo mundo, fala a nota em voz alta pra todo mundo ver que você é burro e etc. Eu tinha um professor assim, ele entrava na sala e a galera não movia um músculo.

Eu sou um cara de muitos “TOCS”, e uma das coisas que mais me desconcentravam na aula era quando o professor apagava a lousa, e deixava lá no canto, uma parte sem apagar. Meu “TOC” era tanto que eu ja cheguei a levantar da cadeira pra apagar o resto, pois não estava conseguindo prestar atenção em outra coisa. Igual no dia em que uma professora estava com uma pequena babinha no canto da boca, e como não tive coragem de falar nada, a aula pra mim acabou ali.

Tem aquele professor que varia entre ser legal e ser filho da puta, ele entra na sala felizão, brincando com todo mundo, contando historias, de repente ele para e fala, “chamada oral”, ou quando bate o sinal e ele não deixa ninguém sair. Por falar em contar histórias, eu tinha um professor que sempre vinha com uma nova. A galera torcia pra ele contar historias longas pra tomar o tempo da aula. É que eu era moleque e não percebia, mas na verdade ele fazia de propósito por que não tava a fim de dar aula e vinha ensaiando a historia fictícia no carro, durante o percurso.

FRASES CLICHÊS DE PROFESSOR:

“Toma esse bilhete, quero ele assinado pela sua mãe na segunda feira”

“Por que estão guardando o material? Ainda tem 3 minutos”.

“Podem brincar, quem precisa de nota são vocês”.

“Guarda esse celular senão eu vou tomar”.

“Olha essa conversa paralela ai atrás”.

“Bateu o sinal mas eu ainda não terminei de explicar”.

“Vocês tiveram o feriado todo pra estudar”.

“Se ninguém se manifestar, vou escolher uma pessoa pra responder”.

Pra finalizar, vou terminar com uma frase pra vocês refletirem, uma frase que ouvi de uma professora uma vez e nunca mais esqueci.

“Não reclame quando um professor te der uma nota vermelha, pois vermelho é a cor da paixão, ou seja, seu professor te ama”.

Anúncios

Um comentário sobre “PROFESSORES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s