NO VÁCUO

vacuo
Poucas coisas na vida deixam a gente mais constrangido do que ficar no vácuo. E não estou falando sobre coisas simples como tomar um drible no futebol ou ir a um encontro de uma pessoa, e ela não aparecer, estou falando sobre o constrangimento em público, aquele que quando acontece te deixa com vontade de não existir mais. listei alguns mais comuns, coisas que já aconteceram ou com certeza, irão acontecer um dia.

Você sai cumprimentando algumas pessoas e sempre tem uma cara desatento que não te estende a mão pra cumprimentar de volta, ai você permanece com a mão la, parada, o tempo exato dos seus outros amigos perceberem e começarem a tirar uma com a sua cara.

Pior do que o cumprimento com as mãos, é o beijo. Você chega pra cumprimentar uma menina e ela não percebe, você fica com aquele pescoção inclinado com o rosto meio de lado, ai você não sabe se cutuca a menina ou se desencana, assume que ficou  o vácuo e torce pra ninguém ter visto aquela cena patética.

Você da sinal para o ônibus parar e o desgraçado do motorista passa direto, ai você aproveita que o braço esta esticado pra fingir que esta se alongando. Sabe como é, alongamento antes de subir no ônibus é fundamental, nunca se sabe se vai estar lotado e quanto tempo você vai ficar com o braço erguido se segurando pra não cair.

Uma das piores coisas é gritar para chamar uma pessoa do outro lado da rua e só depois perceber que ela esta com fone de ouvido. Nesse caso não tem como você fingir que não aconteceu, todo mundo na rua vai te olhar com tristeza, restando apenas ficar constrangido e seguir a vida.

Você ergue a mão pra dar um tapinha no estilo “High Five” em alguma comemoração e na hora o cara vira pro outro lado e cumprimenta outra pessoa. Aliás por falar em comemoração, no réveillon a gente vê muito disso, você vai abraçar uma pessoa e outra chega se antecipando. Se for aquele tipo de gente que gosta de abraços longos e desejar todo tipo de coisa boa, você pode esperar até a páscoa pra chegar sua vez.

Com criança, o vácuo esta sempre presente, criança não tem maldade mas sempre da um jeito de te deixar mal. Por exemplo: A mãe chega pra criança e fala, “Da um beijo na tia”, ai você se abaixa, abre os braços, faz um biquinho e a criança sai correndo. Aí quase sempre a mãe solta uma frase, tipo: “Ai, ela sempre faz isso”, ou então, “Ah, ela esta com vergonha”, pra tentar diminuir o constrangimento.

Na TV, eu amo quando os ancoras ficam no vácuo, em todo telejornal acontece do apresentador chamar um link ao vivo e o repórter não escutar:

– Agora vamos para mais informações com o repórter Roberto de Freitas, tudo bem Roberto?

(Câmera no Roberto em silêncio, olhando para o nada)

– Roberto?

(Câmera no Roberto em silêncio, dando aquela cutucada no nariz)

– Roberto, você me ouve?

Pergunta imbecil, quando você viu um repórter dizer, “Estou te ouvindo sim, desde o começo, tava só tirando uma com a sua cara”.

Pra finalizar, dei uma pesquisada e achei alguns vácuos sensacionais da TV.

 

JÔ SOARES FICANDO NO VÁCUO E DANDO AQUELA DISFARÇADA.

 

FICOU NO VÁCUO AO CUMPRIMENTAR O ADVERSÁRIO.

 

FERNANDA GENTIL DO SPORTV, APESAR DO ENTREVISTADO NÃO TER CULPA POR SER CEGO, ESSE É O MAIS SENSACIONAL DE TODOS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s