OBRIGADO, VOLTE SEMPRE.

bemvindo

Uma das coisas mais legais e ao mesmo tempo mais chatas é receber as pessoas em casa, principalmente se não é uma coisa combinada antes, feita de ultima hora. De repente toca o telefone e é uma pessoa informando que esta chegando na sua casa, assim, do nada, como se fosse uma coisa comum. Visita tem que ser com hora marcada, tipo uma consulta médica. Quando a visita que chega sem avisar é um amigo de longa data, e você já tem uma certa intimidade que te permite deixar a cueca jogada no meio da sala não tem problema. Se a pessoa que chega não é muito intima vira aquela correria, enfia os tênis de qualquer jeito dentro do armário, da uma varrida rápida no chão e lava pelo menos uns 3 pratos, entre os 10 que estão sujos na pia.

Quando você faz uma visita, a primeira coisa que o dono da casa diz é: “Não repara na bagunça”, mesmo que não tenha nada de errado em relação a limpeza do local. Engraçado que quando a pessoa diz isso a sua primeira reação é olhar pra todos os cantos da sala pra tentar achar alguma coisa suja ou fora do lugar. “Desculpa não tive como não reparar nesse lixo, posso só dar uma afastadinha nesse rato morto pra eu poder sentar?”. Por falar em sentar, quando vem muita gente em casa quem é que fica no conforto do sofá e quem é que fica na cadeira dura da mesa de jantar? Vira uma espécie de brincadeira da cadeira (aquela que quando a música para você tem que sentar), quem ta confortável no sofá espera até o limite pra ir pegar uma água ou ir ao banheiro, como diria a frase: “Foi pra Portugal, perdeu o lugar”, bem isso, quem ta na cadeira não vê a hora de quem ta no sofá vacilar pra tomar o seu lugar, é uma questão de poder, “Estou no sofá huahuahuahua” (risada maléfica) a não ser que seja a vó, ai não tem erro, ela é a dona do trono real, enfia a bunda no sofá e de lá não sai mais, nem pra ir no banheiro, faz na fralda mesmo.

Velho(a) quando recebe familiares em casa, a primeira coisa que faz é oferecer um café, a segunda coisa é pegar um álbum de fotos pra rever cenas antigas da família. “Olha só como você era jovem”, Claro velho(a), essa é a ordem natural das coisas, a não ser que você seja o “Benjamin Button”. Quando as fotos acabam e o assunto ta indo embora é hora de ligar a TV e acompanhar e comentar as notícias do dia, “Que absurdo essa greve hein”, “Poxa, nem me fale”.

Quando você mora com sua mãe e a visita é “dela”, mesmo assim ela te obriga a arrumar todo o seu quarto, mesmo que a visita não vá lá, minha mãe deve achar que pode ser alguma pegadinha do Silvio Santos, quando ao invés da visita aparece no lugar a vigilância sanitária. Se dependesse da minha mãe eu teria que tomar banho e vestir um terno. Mãe faz de tudo pra agradar a visita, limpa a casa, compra flores, faz bolo, suco e mais um monte de coisas. Muitas vezes essa arrumação toda não é pra agradar a visita, na verdade é pra evitar que ela não saia por aí falando mal da sua casa.

É muito difícil (e chato) mandar visita embora, você joga algumas indiretas como “Amanhã vou acordar cedo” ou “Nossa, ta me dando um sono”, mas algumas demoram muito pra se tocar que já são 05h da manhã, e mesmo que a pessoa diga “Bom, já vou indo embora” o seu primeiro e único instinto é dizer “Que isso, 05h da manhã ainda, ta cedo, toma mais um café”.

Já repararam que algumas visitas ao invés de perguntar, “Onde fica o banheiro?” tem mania de dizer “Você tem um banheirinho ai?”. Que casa que essa pessoa anda frequentando ultimamente? O que ela espera que a pessoa responda? “Não, aqui temos 6 quartos, 3 salas, 2 cozinhas, piscina, sauna e salão de jogos, agora banheiro você me pegou”. Ou então “Não, aqui não tem banheiro, mas você pode mijar pela janela, já o cocô é feito atrás do fogão”.  

 

Anúncios

Um comentário sobre “OBRIGADO, VOLTE SEMPRE.

  1. Nossa q legal, eu li vários posts, acho que vc tem talento para humorista…
    Eu descobri isso por uma postagem que vc colocou como “o cigarro”, por uma pesquisa de nome no google de alguém que comentou lá e que, apesar de eu não conhecer pessoalmente sei que é alguém muito especial…
    quAndo eu ainda morava com meus pais, não tinha coisa pior que visitas com crianças que mexiam em tudo, já pensou se destroem alguma coisa de valor e vc ainda tem que cobrar o prejuízo?

    Mas eu particularmente sou bem antissocial, por natureza mesmo, não visito nem recebo, não fico nem um pouco à vontade numa ocasião dessas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s