UMA HISTÓRIA REAL


Sempre acompanhamos pela TV alguma reportagem sobre pessoas que começam cedo a praticar esportes, passam por dificuldades mas conseguem dar a volta por cima até se tornarem campeões em suas modalidades. Muitos pais não acreditam em seus filhos, preferem que o filho arrume um emprego de qualquer coisa do que deixa-los a tarde toda jogando futebol, basquete, vôlei, tocando guitarra, andando de skate e etc., acabam desencorajando seus filhos dizendo que isso ou aquilo é uma besteira e que eles não terão futuro nenhum e que se continuarem com o que estão fazendo vão se dar mal, acabando muitas vezes com o sonho de uma criança. Baseado nessas historias que resolvi contar uma historia real.

Ha dois anos atrás apareceu um menino na rua do meu prédio andando de skate, todos os dias eu escutava da minha casa o barulho do skate, olhava pela janela e la estava ele durante horas treinando exaustivamente algumas manobras, pensei comigo, “Pô, o menino é dedicado, tem futuro”, e parei de olhar durante algum tempo.

Certo dia, em um fim de tarde, começo de noite, ouvi uma gritaria na rua e fui a janela pra ver o que estava acontecendo, era a mãe do menino gritando com ele, mandando ele ir pra casa e dizendo coisas como “Vou vender o seu skate”, “Você não vai ser nada na vida se continuar com esse skate” e etc. O menino disse pra mãe “Um dia eu vou ser campeão de skate”, a mãe deu de ombros e ele a obedeceu, pegou seu skate e foi pra casa.

No dia seguinte o menino estava lá de novo treinando algumas manobras, não sei se escondido da mãe que trabalhava durante a tarde, mas enfim, ele não desistiu e manteve esse mesmo ritual durante uns dois anos. Todos os dias eu ouvia o barulho do skate durante horas mas não olhava sempre pela janela ou por estar ocupado ou por que não dava pra ver o menino dependendo do angulo em que ele estava.

Passaram cerca de dois anos e hoje por curiosidade fui dar uma olhada pela janela pra ver o desempenho do menino e acompanhar algumas manobras ja que sempre gostei do esporte, após uns 2 ou 3 minutos observando cheguei a conclusão de que eu estava completamente equivocado e a mãe estava certa quanto ao futuro do filho, dois anos se passaram e o desgraçado do menino ainda não sabe fazer porra nenhuma com o skate.


MORAL DA HISTÓRIA:
Obedeçam seus pais, seus bostas.

Anúncios

Um comentário sobre “UMA HISTÓRIA REAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s